Ano novo, meta nova!

(imagem: Pixabay)

Ano novo começando e é bem provável que você tenha feito uma listinha de intenções e metas daquilo que precisa ser cumprido em 2019, não é verdade? E, se fazemos isso na vida pessoal, porque não faríamos na vida profissional?

Traçar metas é importante porque nos guia para onde queremos chegar. É o norte de nossa jornada, devemos respirar nossos objetivos todos os dias, como um mantra. Sou daquelas que acredita que quanto mais verbalizamos um objetivo, mais concreto ele se torna.

Um conceito muito difundido para estabelecer metas inteligentes, que realmente viabilizem planos de ação que nos guiam até um objetivo são as metas SMART. SMART é uma abreviação das palavras em inglês Specific – ou específica, Mesurable – ou mensurável,  Attainable – atingível, Relevant – relevante e Time Based – temporal. A metodologia funciona como um check list da meta eficiente no momento de construção.

Na prática, a metodologia te ajuda a garantir clareza da onde você quer chegar.

Uma boa meta precisa ser específica, deixando claro o que precisa ser alcançado, como será alcançado e porque a meta deve ser seguida. Uma meta específica deve responder as seguintes perguntas:

  • o que eu quero alcançar com essa meta?
  • como ela será conquistada?
  • por que ela deve ser seguida?

Respondendo estas perguntas você sai da cilada de uma meta “aumentar vendas” para algo  muito mais concreto como “aumentar vendas online em 10% através de parcerias para ganharmos participação no meio digital”.

O próximo passo é acompanhar a evolução dessas metas, ou seja, garantir que a meta seja mensurável. Uma meta mensurável deve responder a duas perguntas:

  • qual é o resultado esperado?
  • quais indicadores me mostram que estou no caminho certo?

No exemplo que estamos trabalhando, o histórico de vendas online do mesmo período no ano passado é seu melhor indicador de desempenho.

Metas inteligentes são desafiadoras porém atingíveis. Dados históricos, uma boa análise da concorrência e até um bate papo com outros colegas da mesma categoria (lembra da rede de apoio do artigo anterior? Se você não leu, clica aqui!) podem ajudar a validar se esta meta é atingível.

Pode parecer óbvio mas as metas também precisam ser relevantes. Nada mais frustrante ou desmotivador do que a sensação de colocar esforço em algo de pouco impacto, não é mesmo? Faturamento, número de clientes, lucro são indicadores de alta relevância em um negócio.

Além disso, metas inteligentes precisam ter prazo para acontecerem (ou seja, serem temporal), só assim você consegue priorizar ações e efetivamente medir resultados. Uma opinião particular: gosto de trabalhar prazos semestrais, pois possibilitam correção de rota e novos planos de ação caso seja necessário.

E aí? Já estão prontos para reverem suas metas de negócio esse ano?

Bora brilhar em 2019!

Autor Clarissa Belotto

mãe da Manu e da Nina, publicitária, idealizadora do projeto Maternar360 - Conteúdo | Vivências | Clube de Descontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *