Sesc Jundiaí apresenta terceira temporada do podcast ‘Histórias para Ouvir’

Divulgação

Nesta edição do Histórias para Ouvir, a contadora de histórias com mais de duas décadas de ofício, Kelly Orasi, adaptou contos inéditos e convidou para narrar em parceria com ela profissionais que também atuam com literatura, artes e contação de história em Jundiaí. Com a intenção comum de encantar os ouvidos e instigar a imaginação, integram o projeto o ator e pesquisador teatral Vladimir Camargo, a atriz, dramaturga e arte-educadora Tábata Makowski e a bibliotecária e contadora de histórias Ivete Santos. Sonoplastia e edição ficam por conta do professor e radialista Marcelo Abud e a produção é do Núcleo Boas Histórias.
 
A temporada compreende três episódios – com histórias de diferentes partes do mundo e que atravessam gerações – publicados aos domingos, a partir das 11h, pelo canal do YouTube do Sesc Jundiaí.

O primeiro conto, ´A Nova Roupa do Rei’, clássico de Hans Christian Andersen, já está disponível e ganhou narração de Vladimir Camargo e Kelly Orasi. O enredo apresenta um rei que só pensa em seus belos trajes e está prestes a cair no conto de dois tecelões vigaristas. Com livre adaptação feita por Orasi do conto clássico de Hans Christian Andersen.

 
No dia 27/2, vai ao ar ‘Begorotire, a Lenda do Homem Chuva’, a belíssima lenda indígena do povo Kaiapó contada pelas narradoras Tábata Makowski e Orasi. O relato folclórico apresenta o caçador Begorotire, considerado o deus da chuva e do cultivo da terra.

O último episódio, ‘A princesa e o sal’, narrado por Ivete Santos e Orasi, sai no dia 6/3, e trata-se de um conto popular brasileiro de origem portuguesa que fala sobre uma princesa que amava o seu pai tanto quanto o sal.

Sobre o podcast

Como uma forma de aproximar o público das contações de domingo, realizadas na biblioteca do Sesc Jundiaí, o projeto ‘Histórias para Ouvir’ estreou em outubro de 2020 no formato digital devido à pandemia. Adaptada para o podcast, a tradição de narrar histórias segue cativando pessoas todas as idades e mostrando as possibilidades do ambiente virtual como ferramenta de inclusão e conexão com a arte.

 
Sobre os narradores convidados

Ivete Santos é bibliotecária pela UNESP. Atua há 19 anos na educação com projetos de incentivo à leitura, mediação literária e contação de histórias na rede de ensino SESI-SP. Atualmente mentora do Projeto Clube de Leitura “LITERACULTURA” e membro do Clube de Leitura “Tripas” @clubetripas. Realizou curso de extensão em Folclore e Etnias pelo Centro de Formação Continuada Academus e Curso Avançado de Contação de Histórias pela Associação Brasileira de Educação à Distância. Ministra oficinas de contação de histórias em eventos culturais.

Tábata Makowski é atriz, dramaturga e arte-educadora. Formada em Cinema-FAAP e Letras-USP, atualmente cursa pós-graduação latu senso/especialização em Dramaturgia na Escola Superior de Artes Célia Helena e participa do Círculo de Dramaturgias do CPT-Sesc. Escreveu peças contempladas em editais e/ou premiadas: “É tudo família” recebeu APCA 2018 de Melhor Espetáculo Infanto-Juvenil de Texto Adaptado; e Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Juvenil nas categorias Melhor Espetáculo Infantil e Melhor Autoria de Texto Adaptado; “DIA” recebeu 1º lugar no Prêmio Heleny Guariba; “IN[CUBO]” foi contemplada com ProAC-Editais para Montagem; “Convite para minha festa de aniversário” foi selecionada no PROESC para Montagem; “SER TÃO DE ORIGEM” recebeu incentivo do Edital CCR para Projetos Culturais e do ProAC-Editais para Circulação. E escreveu outras dramaturgias (originais ou adaptadas) para apresentações de alunos.

Vladimir Camargo conheceu as artes e iniciou seus estudos em 2003. Integrou a Cia. Paulista de Artes (2006/2017). Desenvolve com a Catarsis – Arte Infância e Juventude pesquisa teatral no universo da primeira infância e tem como resultado “Scaratuja” que, em 2018, circulou por cinco cidades na Itália. No mesmo ano, estreou “É tudo família!”, com direção de Kiko Marques, espetáculo vencedor dos prêmios APCA e Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, além de ser finalista no prêmio Aplauso Brasil. Em 2019, funda a Companhia do Acaso que tem como objetivo o aperfeiçoamento da pesquisa “corpóreo literária”. Em seus trabalhos, conta com Amauri Falseti e Ana Paula Lopez. É Coordenador Artístico do Anita Grossi Studio de Dança, atua como dublador, diretor cênico e, por fim, cursa Graduação em Design pela UAM (Universidade Anhembi Morumbi).

Serviço

Contação online

Podcast ‘Histórias para ouvir’ – terceira temporada
20/2 – A Roupa Nova do Rei

27/2 – Begorotire – A Lenda do Homem Chuva

6/3 – A Princesa e o Sal

Domingos, às 11h, no canal do Sesc Jundiaí no YouTube: www.youtube.com/sescjundiai

Classificação: Livre

Grátis

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.