Comitê das Crianças contribui para o desenvolvimento do Plano de Mobilidade

Divulgação

Em mais uma reunião ordinária do Comitê das Crianças de Jundiaí, na manhã deste sábado (18), os pequenos representantes da cidade apresentaram sugestões aos técnicos da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transportes (UGMT) sobre como gostariam de se locomover pela cidade a partir do Plano de Mobilidade Urbana. Entre as sugestões como ciclovias e ciclofaixas, as crianças ressaltaram a importância de as pessoas respeitarem as leis de trânsito.

O Plano de Mobilidade Urbana está em desenvolvimento, com foco na melhoria do trânsito e transporte da cidade para os próximos anos, com base nas necessidades identificadas em pesquisa e projeções. Jundiaí, por ser cidade integrante da Rede Latino-Americana – Cidade das Crianças e da Urban95, envolve as crianças nas discussões dos planos para o município. “Da mesma forma que as crianças participaram no desenvolvimento do Plano Plurianual (PPA) da cidade, elas também realizaram sugestões e farão desenhos sobre como gostariam de ter o trânsito e a mobilidade em Jundiaí”, comentou o gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), Marcelo Peroni, coordenador das atividades do grupo.

“É muito importante que as crianças apontem as necessidades e o que desejam para a cidade. A busca por um trânsito melhor e o deslocamento com menor impacto são metas do Plano”, argumenta o gestor da UGMT, Aloysio Queiroz Júnior, que recebeu a devolutiva das crianças sobre o desejo de mais ciclovias que possibilitem o deslocamento com meios alternativos de transporte. “As crianças também pontuaram a importância do respeito às leis de trânsito. Nesta Semana do Trânsito, a educação sobre o tema será feita em várias frentes”, explicou.

Avaliações

Na conversa com técnicos, as crianças fizeram sugestões e apontamentos, como Bárbara Benutto Soares, que falou sobre a necessidade de os motoristas respeitarem os espaços de trânsito. “Muitas vezes encontramos motoristas parados em cima da faixa de pedestres, mas também, há falta de vagas para estacionamento dos carros, que às vezes param nas vagas das vans do transporte escolar”, lembrou a menina, pontuando as necessidades que já vivenciou.

Kailany Oliveira também falou que caminhando pelo bairro percebeu que as pessoas deixam lixo e entulho em áreas de calçada e praça, obrigando quem está a pé ter de usar a rua para caminhar.

Já Laura Bonato, integrante do Comitê deste a primeira formação, comentou sobre transportes alternativos. “Gostaria de ir para a escola com skate. Outros gostariam de ir com bicicleta. Tem muito espaço para carro e pouco para outros meios de transporte”, detalhou.

As crianças terão os próximos dias para elaborar desenhos sobre o tema e como gostariam de ter a cidade para a apresentação nas próximas reuniões.

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *