Cães também precisam de atenção e cuidados com os dentes

Imagem: divulgação

Você sabia que 80% dos cachorros com mais de três anos de idade apresentam problemas bucais? Para evitar a perda de dentes e manter o pet saudável, é preciso ter atenção e estabelecer uma rotina de cuidados, afinal, doenças periodontais podem acarretar problemas ainda mais graves, como a migração de bactérias para órgãos vitais: rins, fígado e coração. Além da periodontite, uma inflamação que ocasiona a perda de dentes e a deterioração dos tecidos que o sustentam, como a gengiva e o osso alveolar.

O maior problema da periodontite é que seus sinais são pouco perceptíveis e de rápida progressão, iniciando com o acúmulo de placas bacterianas que evoluem para o tártaro que, por sua vez, é responsável pela deterioração dos dentes.

Por isso, é preciso ficar alerta a quaisquer alterações nos dentes ou no comportamento do pet ao se alimentar. Embora seja um problema comum nos pets, 90% dos tutores acreditam que a gengiva e os dentes do pet estejam saudáveis.

 Para te ajudar a prevenir o problema, as veterinárias da Botica Pets prepararam uma lista com 5 fatores que podem predispor ao desenvolvimento de doenças bucais nos pets. Fique atento e observe sempre se há qualquer alteração nos dentes ou gengivas do pet:

  1. Não receber cuidados básicos com a saúde dos dentes em casa, como a escovação;
  2. Apresentar cálculo dental (tártaro);
  3. Dentes mal posicionados;
  4. Demonstrar salivação excessiva;
  5. Dificuldade em mastigar os alimentos.

Seu cão está apresentando algum destes sintomas? Busque a ajuda de um veterinário especialista que poderá realizar exames bucais e propor o tratamento adequado.

Mesmo que seu pet não apresente problemas bucais, é preciso tomar alguns cuidados para prevenir o problema. Confira:

Higienização dos dentes desde filhote

A escovação diária deve acontecer a partir dos seis meses de idade e para estimular o cão a aceitar este cuidado, é recomendado que ele tenha contato com a escovação ainda nos primeiros meses de vida. Uma boa estratégia é associar a escovação a um estímulo positivo como uma brincadeira, um passeio ou um carinho.

Conte com a ajuda de um especialista

O médico veterinário tem papel fundamental na orientação de realização do procedimento e também sobre as formas de estimular o cão a aceitar a escovação. Com a orientação do profissional também é possível oferecer suplementos, investindo em composições feitas com superalimentos. A Botica Pets possui fórmulas naturais que, com ingredientes naturais, ajudam a elevar a imunidade do pet e evitar doenças. Conheça as fórmulas em forma de treats (palitinhos) da Botica Pets: https://www.boticapets.com.br/catalogsearch/result/?q=treats

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *