Nova fase do “Jundiaí Empreendedora” terá metodologia do Sebrae

A nova fase do “Jundiaí Empreendedora”, programa lançado pela Prefeitura no ano passado para enfrentamento dos impactos econômicos da pandemia, passará a contar este ano com metodologia do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). O Programa de Desenvolvimento Local (PDL) da organização foi apresentado pelo gerente regional da unidade de Jundiaí, Marcelo Paranzini, a representantes da Prefeitura em reunião na Sala de Situação do Paço Municipal na tarde desta segunda-feira (11).

Entre esta, que não terá contrapartida financeira do Município, e outras iniciativas, o Sebrae tem como estimativa para investimentos este ano em Jundiaí o aporte mínimo de mais de R$ 1,8 milhão. Após análise jurídica e montagem de protocolo de intenções, a Prefeitura deve assinar o termo de adesão ainda neste mês.

Para o gestor da Unidade de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi, a novidade traz para o empreendedor jundiaiense um planejamento de ações que vai ao encontro do perfil do Município. “Quando a Prefeitura lançou o ‘Jundiaí empreendedora’, assumimos o compromisso de fazer uma segunda versão ainda mais elaborada. No ano passado o objetivo principal era mitigar os impactos negativos na economia. Nossa intenção agora é partir para uma etapa de recuperação da economia. E, com a metodologia do Sebrae, poderemos fazê-lo com um plano customizado para a vocação de Jundiaí”.

Marcelo Paranzini apresentou a metodologia. “O PDL foi pensado para integrar três atores – o Sebrae, a Prefeitura e a Governança –, que atuam no aumento da competitividade dos negócios e do Município, no aumento do crescimento perene e constante da economia e no aumento da sustentabilidade. Ele trabalha a vocação regional para fomentar e desenvolver os negócios, criando um ecossistema empreendedor, com o foco não em ações pontuais, mas nos resultados, que são previstos para concretização em um ano”, apresentou o gerente da unidade de Jundiaí, acompanhado de gestores e consultores da entidade.

Foram também apresentados os nove passos que compõem a metodologia PDL, que começam com o levantamento de dados e outros mapeamentos, até a criação de agenda com a Governança, implementação de ações, medição de resultados e apresentação de resultados finais. “Municípios vitoriosos são aqueles que evidenciam seus resultados com indicadores finalísticos. E como prêmio, existe ainda a possibilidade de premiar o chefe do Executivo com o prêmio Prefeito Empreendedor”.

A Prefeitura faz na sequência a análise do termo de adesão e irá realizar nos próximos dias reunião viabilizada pela Unidade de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (UGDECT) com representantes da governança local para integrá-los na iniciativa.

Atualmente, a TVTEC e o Fundo Social de Solidariedade (Funss) já possuem parcerias com o Sebrae e foram representadas no encontro, respectivamente, pela superintendente Mônica Gropelo e pela diretora Francine Picardi. Nos cursos de profissionalização oferecidos pela Prefeitura tanto na TVTEC quanto no Funss, os alunos já recebem do Sebrae aulas de gestão e de vendas, tornando-se também aptos para pleitear créditos junto à entidade.

Também participaram do encontro o gestor-adjunto de Governo da UGGF, Jones Martins; os gestores da UGDECT, Cristiano Lopes, e de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), Roberto Araújo; o diretor-presidente da Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun), Amauri Marquezi de Luca; e Daniele Ruiz, da Rede Jundiaí de Cooperação. 

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *