Verba da Rede Cegonha renova Parque Tecnológico da UTI Neonatal do HU

Imagem: Divulgação

A Rede Cegonha é uma estratégia do Ministério da Saúde que preconiza a organização de uma rede de cuidados materno-infantil, estabelecida pela portaria nº1459, de 24 de janeiro de 2019. A Rede visa assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo e à atenção humanizada à gravidez, do parto e ao puerpério, bem como a criança o direito ao nascimento seguro.

Diante desta visão, o Hospital Universitário recebeu uma verba de R$1.574.600,00 da Rede que foram aplicadas na reforma da UTI Nenonatal e a ampliação do Parque Tecnológico. Todo processo começou em 2017.

Em sua primeira etapa, com verbas da Rede Cegonha e da FMJ, foram investidos R$ 719.621,08 na reestruturação do espaço da UTI Neonatal proporcionando mais conforto e eficiência na assistência prestada à população. Foi ampliado o espaço útil, criado a sala específica para acompanhantes/responsáveis pelos pacientes receberem informações sobre o quadro de saúde dos bebês, ampliado o conforto médico, construído uma sala superior com visão panorâmica que permite o monitoramento médico da operação na UTI Neonatal, implantado uma bancada central permitindo que a equipe de enfermagem realize o monitoramento 360º graus de todos os leitos e a Iluminação foi totalmente  substituída por lâmpadas de led, que são mais econômicas.

Agora, a segunda etapa está sendo concluída com a aquisição total dos equipamentos como: 18 Incubadoras Umidificadas, 1 Incubadora de transporte , 8 Berços , 3 Berços Aquecidos, 5 Bilitrons, 1 Radiômetro, 1 Ultrassom para Eco, 1 Bilirrubinometro, 12 Monitores Multiparametros , 1 Central de monitorização, 12 monitores Multiparametros  e 1 Eletrocardiógrafo

“Tratam-se de equipamentos avançados que vem agregar tecnologia e recursos para o atendimento das gestantes e bebês. Todas as incubadoras novas possuem um controle de umidificação que é um recurso bastante importante no suporte a vida de bebês muito prematuros, o ultrassom permitirá toda uma nova gama de exames in-loco (point of care) na UTI NEO e em breve teremos uma central de monitorização instalada onde o médico poderá acompanhar os sinais vitais do paciente diretamente da sala de prescrição da UTI-NEO”, explicou Alcir Giorgiani, engenheiro clínico do HU.

A última etapa será a ampliação do número de leitos de 26 para 31. Proporcionando um aumento de 100% na disponibilidade de leitos para o atendimento de alta complexidade.  

O Hospital Universitário presta assistência hospitalar para uma população estimada de 900 mil habitantes, abrangendo os municípios de Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Louveira, Itupeva, Cabreúva e Jarinu.

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *