Descubra três atividades que podem ajudar no desenvolvimento motor das crianças

Foto: divulgação

O desenvolvimento infantil é um processo vivido pela criança desde o nascimento, e engloba aspectos físicos, emocionais, sociais e cognitivos. Esses estágios da infância ocorrem na mesma ordem em todas as crianças, podendo variar ligeiramente em alguns casos. “Na fisioterapia costumamos chamar de marcos do desenvolvimento. São os estágios onde as crianças conhecem e aprimoram novas habilidades, podendo variar o período em dois meses para mais ou para menos”, esclarece a fisioterapeuta do Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE), especialista certificada, Thaís Fernandes Velasques Borba.

Quando falamos de desenvolvimento motor, estamos falando no processo de mudanças relacionado a idade, postura e movimentos da criança. É importante que pais e responsáveis acompanhem esse desenvolvimento – principalmente nos primeiros anos de vida –, para que seja possível o diagnóstico de atrasos neuropsicomotores em seus estágios iniciais e, assim, o devido início do tratamento. Um desenvolvimento motor adequado repercute em vários aspectos da vida futura dos pequenos, por isso, para ajudar nesta tarefa, a especialista preparou essa lista com três atividades que podem ser feitas em casa.

Atividade 1: para bebês de 2 a 10 meses. Estímulo de barriga para baixo. Colocar o bebê no chão (pode ser em cima de tapete, EVA, edredom), mostrar brinquedos ou objetos de interesse da criança. O objetivo é fazer com que o bebê eleve a cabeça e apoie os braços no chão. Benefícios: alongamento e fortalecimento de músculos respiratórios, preparação para atividades motoras como se sentar, engatinhar, levantar do chão e motricidade fina das mãos.

Atividade 2: para bebês e crianças a partir de 1 ano. Colocar a criança para caminhar em diferentes terrenos, andar descalça na grama, na areia, na terra… Se o bebê ainda não andar sozinho, pode levá-lo segurando nas mãos. Benefícios: ativação da musculatura mais profunda dos pés e estímulo sensorial na planta dos pés, favorecendo o equilíbrio e coordenação motora global.

Atividade 3: para crianças acima de 4 anos. Incentivar atividades motoras como jogar bola, pular corda, amarelinha, fazer cambalhota, brincar de carrinho de mão (segurar a criança pelos pés e andar com as mãos), correr, fazer cabana com cadeira e lençol, usar a criatividade. Benefícios: favorece a coordenação motora global, desenvolvimento cognitivo, criatividade e vínculo emocional com a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *