Mudanças de temperatura afetam a saúde das crianças

Foto: divulgação Hospital Universitário

As temperaturas estão oscilando cada vez mais. De acordo com o Climatempo, teremos dias com máximas de 32 graus e quedas bruscas para 16 graus. Essa alteração repentina em um único dia pode ocasionar problemas para a saúde dos pequenos e contribui para o aparecimento de doenças, principalmente em recém-nascidos.

Nossas vias respiratórias filtram o ar que chegam aos pulmões e, para isso, elas permanecem adaptadas à temperatura ambiente. Se o tempo muda bruscamente, o corpo não consegue acompanhar essa velocidade para se readaptar à nova temperatura e as vias áreas são pegas desprevenidas, o que resulta em uma irritação.

O principal problema é a queda de umidade do ar, que resseca as mucosas das vias aéreas e compromete a proteção natural do nariz, normalmente feita pelo muco de revestimento da região para evitar o ataque de vírus e de bactérias. Isso cria o ambiente perfeito para o surgimento ou a intensificação de problemas como rinite alérgica, asma e infecções virais e bacterianas, já que o organismo está mais “aberto” às doenças.

A pediatra do Hospital Universitário de Jundiaí, Mônica Franco de Oliveira, explica que as principais queixas são tosse, espirro, nariz entupido, conjuntivites e dor de garganta. Para as crianças que apresentam asma, a doutora faz um alerta para que as mães fiquem atentas com os sinais do COVID como falta de ar, tosse e dispneia exacerbada.

Para amenizar os sintomas nas crianças, Mônica recomenda uma higiene nos ambientes com um pano bem molhado, tirar a cortina, o carpete, bichos de pelúcias, oferecer muito liquido para a criança, lavar os olhos com soro fisiológico 0,9% e manter a pele hidratada.

Confira algumas dicas infalíveis do que fazer e do que é melhor evitar. Confira:

·         Não leve seu filhos a lugares com aglomeração de pessoas;

·         Evite ambientes fechados;

·         Deixe sua casa ventilada;

·         Cuide da alimentação do seu filho; ofereça alimentos leves e saudáveis;

·         Lave roupas, edredons, cobertores e casacos que estiverem guardados há muito tempo, porque podem ter acúmulo de poeira;

·         Evite sair com as crianças no fim da tarde porque a queda brusca na temperatura e o sereno são mais intensos nessa hora do dia;

·         Se o nariz do seu filho estiver obstruído, faça higiene nasal com soro fisiológico;

·         Uma inalação só com soro ajuda a fluidificar a mucosa respiratória caso a criança esteja gripada;

·         Ligue para o pediatra caso perceba algum sinal de desconforto respiratório na criança. E nunca medique o seu filho por conta própria.

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *