Você já ouviu falar sobre Roséola Infantum ou Exantema súbito?

Imagem: Divulgação

A roséola infantil, também conhecida como exantema súbito, é uma doença contagiosa que afeta principalmente bebês e crianças, dos 3 meses aos 2 anos de idade, e provoca sintomas como febre alta repentina, que pode chegar aos 40ºC, diminuição do apetite e irritabilidade, que duram cerca de 3 a 4 dias, seguidas de pequenas manchas cor-de-rosa na pele da criança, principalmente no tronco, pescoço e braços, que podem ou não coçar. 

De acordo com o pediatra do Hospital Universitário de Jundiaí, Cristiano Guedes, esta infecção é causada por alguns tipos de vírus que são da família da herpes, como vírus herpes humano tipos 6 e 7, echovírus 16, adenovírus, dentre outros, que são transmitidos através de gotículas de saliva de outra criança contaminada, através da fala, beijos, tosse, espirros ou brinquedos contaminados e pode ser transmitida mesmo antes das manchas da pele aparecerem. Os sintomas costumam surgir após 5 a 15 dias do contágio, período em que os vírus se instalam e se multiplicam. 

Esta infecção, normalmente, não é transmitida para os adultos porque a maioria das pessoas têm defesas para a roséola, mesmo que nunca tenha tido a doença, porém é possível que um adulto contraia a roséola, caso tenha o sistema imune enfraquecido. Além disso, é raro a grávida ficar contaminada com o vírus da roséola e desenvolver a doença na gestação, porém, mesmo que adquira a infecção, não existem complicações para o feto.

Dr Cristiano explica que essa patologia costuma assustar os pais, por se tratar de uma doença que ocasiona febre alta, mas ele tranquiliza. “É uma doença de caráter benigno, e mesmo ocorrendo febre alta por cerca de 3 dias e praticamente sem nenhum outro sinal, os pais não precisam se preocupar, é só procurar o pediatra e seguir as orientações”, reforçou ele.

Principais sintomas

A roséola infantil têm uma duração de cerca de 7 dias, e apresenta sintomas que surgem na seguinte ordem:

·         Aparecimento repentino de febre alta, entre 38 a 40ºC, por cerca de 3 a 4 dias;

·         Diminuição ou desaparecimento da febre de forma repentina;

·         Surgimento de manchas na pele, de cor avermelhada ou rósea, principalmente no tronco, pescoço e braços, que duram cerca de 2 a 5 dias e desaparecem sem descamar ou alterar a cor.

As manchas na pele podem ser acompanhas ou não de coceira. Outros sintomas que podem aparecer na roséola incluem perda de apetite, tosse, coriza, garganta avermelhada, ínguas pelo corpo ou diarreia.

Dr Cristiano recomenda evitar aglomerações, contato com pessoas doentes, higiene, manter aclimatação, hidratação adequada, e principalmente, não se apavorar e confiar nas recomendações do seu pediatra.

Além dos remédios, algumas medidas que podem ajudar a controlar a febre são:

·         Vestir a criança com roupas leves;

·         Evitar mantas e cobertores, mesmo se for inverno;

·         Dar banhos na criança somente com água e temperatura ligeiramente morna;

·         Colocar um pano molhado em água fresca na testa da criança por alguns minutos e também nas axilas.

Autor Redação Mães de Jundiaí

Redação Mães de Jundiaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *