Experiência de Mãe de Jundiaí: E a menstruação, cadê?

(Texto de maio de 2017)

Após 30 dias do procedimento de curetagem e ainda sem sinal da menstruação, veio a dúvida: quando é que vou menstruar novamente?

Não que eu queria muito menstruar e viver com aquela TPM gostosa, mas me ocorreu essa preocupação…

Depois de uma pesquisa de campo em grupos do Facebook, percebi que varia muito de mulher pra mulher. Pode voltar em 20 dias ou demorar mais de dois meses! Por isso deixei rolar, sem encanação!

Eis que nem uma semana depois desse meu questionamento, antes de completar 40 dias, e sem as famosas dores de cabeça ou cólicas (como é comum no meu caso), ela veio no meio de um passeio no shopping para comprar o presente de dia das mães. Saí do banheiro chorando, sendo contida pelo marido.

Eu sabia que seria assim. A minha menstruação chegou e trouxe com ela aquela tristeza e uma carga emocional bem grande! Era mais uma prova de que tudo o que aconteceu foi real e não tem mais nada aqui dentro de mim.

E, aqui eu confesso, pensar que eu estaria o ano todo sem menstruar e ver que ela chegar bem antes do prazo foi chato! Revivi o meu momento mais difícil e triste!

Mas vou garantir pra vocês uma coisa: a Lívia que eu era dia 31 de março já não é a mesma de hoje! Ela é forte, segura, consciente. E mesmo que ela chore, fique triste ou se emocione de falar sobre o aborto que sofreu, ainda assim ela sabe que é forte, segura e consciente.

Deus não colocou um bebê no meu ventre a toa! Ele colocou um anjinho que veio me ensinar muito mais sobre mim e sobre a vida. Nada é no meu tempo!

Ah!!! E vamos á voltar a colocar o copinho coletor que eu tinha testado ano passado!

Autor Livia Haddad

Mãe da Beatriz. Fundadora e editora do Portal Mães de Jundiaí. Jornalista, radialista. Fundadora e líder da comunidade Mães de Jundiaí no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *