O que você pode fazer para facilitar a higienização da boquinha do seu bebê?

Não é raro escutar em nosso consultório sobre as dificuldades que as mamães (e papais) têm ao tentar higienizar a boquinha dos seus filhos pequenos.

Já falamos aqui sobre a importância da higienização, que junto com hábitos de alimentação corretos, é essencial para evitar a doença cárie. Então nem vamos entrar nessa questão. Esse já é um assunto encerrado.

Hoje o foco serão as estratégias que podemos utilizar para facilitar esse processo.

Desde bebê, é importante oferecermos materiais apropriados com diferentes texturas para que o bebê leve até a boca e vá dessensibilizando quanto a esse tipo de estímulo. Então, dedeiras, mordedores, bichinhos de borracha (para este fim), escovas de dente apropriada para a idade devem estar disponíveis e ao alcance das crianças para irem se familiarizando com seu uso. A hora do banho pode ser uma hora bem apropriada para  estimular a região da boca, com massagens e brincadeiras.

O momento da higienização diária deve ser lúdico e alegre para que seja associado a um momento de prazer que o bebê tem junto com seus pais. Musiquinhas e brincadeiras são muito bem vindas nessa hora.

Assim que o bebê for um pouco maior e já tiver condições de levar os objetos a boca, deixe que ele “brinque” que está limpando sua boquinha… Nessa fase é mais importante que o bebê se sinta confortável com a atividade do que a qualidade da higienização em si.  Os pais devem fazer a limpeza cuidadosa e caprichada pelo menos uma vez ao dia. Mas sempre após as refeições diárias, é importante que o momento da limpeza exista para já ir criando o hábito nas crianças.

Não podemos esquecer que o uso da escova de dente é indicado a partir do momento que o primeiro dentinho aparece na boca. Existem técnicas apropriadas de escovação para uma higiene mais efetiva nessa fase. E quanto mais familiarizado o bebê estiver com essa situação, mais tranquilo e proveitoso será esse momento.

Outra estratégia que deve ser usada e abusada é a apresentação do modelo pelos pais. Vai escovar os dentes? Faça perto do seu filho, de forma prazerosa, para que ele veja que todos fazem e queira fazer também. Já é comprovado que aprendemos muito mais com os exemplos que com as orientações que nos são dadas.

E se o choro acontecer nesse processo, não podemos esquecer que ele é natural. Para muitas crianças, mexer na boca pode ser uma atitude muito invasiva. Mas não desista! Com o tempo, ele vai se acostumando e aceitando melhor. A saúde bucal do seu bebê agradece!

E para qualquer dúvida ou orientações sobre os cuidados de higiene bucal com seus bebês, procure um odontopediatra. Você vai se surpreender com tanta informação importante que  você nem fazia ideia que precisava saber!

Autor Ana Andréa Noveli

Mãe do André, odontopediatra e pacientes especiais na Rizzi Saúde Oral, com ênfase em odontologia para bebês e odontologia intrauterina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *