Gincana escolar incentiva lado empreendedor dos alunos

Com o avanço digital, a necessidade de inovação em todas as áreas e novas profissões surgindo a cada dia, as ações e projetos escolares também sofreram transformações. Um exemplo disso é a Nova Geds. A tradicional gincana, que sempre fez muito sucesso no Colégio Divino Salvador de Jundiaí, chega em 2019 com um novo formato. Desta vez, além de esporte, solidariedade e trabalho em grupo, a ação aborda questões como empreendedorismo, pró-atividade, gestão de projetos e oratória.

A Nova Geds acontece durante este primeiro semestre, acompanhando o calendário litúrgico, com o foco em conhecer e reconhecer o outro. Na primeira fase, as equipes precisaram arrecadar doações que serão destinadas a entidades da cidade. A cada meta batida, eles conquistam selos chamados Jordan, que desbloqueiam a participação dos times nas modalidades esportivas. “Todos precisam se movimentar para conquistar os objetivos. Então cabe aos alunos traçar estratégias, organizar, planejar, pedir patrocínio, fazer negociação com empresas”, explica Evandro Grioles, diretor pedagógico do Colégio Divino Salvador.

Ele destaca que o lado empreendedor dos alunos está mais aguçado. “Eles estão entendendo que esse envolvimento é essencial não apenas para um bom desempenho na Geds, mas para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Isso tudo é um grande aprendizado que eles levarão por toda a vida adulta”.

E reforçar o lado empreendedor das gerações atuais faz todo sentido. Segundo dados da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), com a participação do Sebrae, entre os anos 2007 e 2017, o número de empreendedores brasileiros aumentou 237%, um crescimento de 14,6 milhões para 49,3 milhões. Neste mesmo período, a população brasileira foi de aproximadamente 191 milhões para 207 milhões, um crescimento de 8%.

A aluna do 2º ano do Ensino Médio, Giovanna Giarola, de 15 anos, é uma das coordenadoras da Nova Geds e acredita que as lições aprendidas na gincana serão importantes para seu futuro profissional. “São tarefas complexas! Estou aprendendo a lidar com financeiro, a administrar o dinheiro, a organização dos alunos e de documentos”, afirma a estudante que ressalta que a timidez está sendo vencida. “Preciso fazer contatos, falar em público. Então estou evoluindo muito neste sentido”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *