Caso Bettina: uma breve reflexão sobre a má fama do marketing

Freepik

Recentemente todos foram impactados de alguma forma pelo caso #Bettina, a jovem que diz ter transformado R$1,5mil em uma fortuna de R$1,42 milhões em apenas 3 anos. Tratava-se de uma propaganda da empresa Empiricus, produtora de conteúdo financeiro. O bafafá foi tanto que Bettina virou meme e figurou entre os top trends do Twitter por 2 dias.

O CONAR – órgão que regulamenta a comunicação publicitária – entrou com representação ética contra a empresa Empiricus, questionando a veracidade de informação do anúncio. O PROCON pediu investigação da polícia civil para avaliar se a empresa infringiu as leis sobre propagação de publicidade abusiva.

E dentro deste contexto, voltamos a escutar por ai a frase que todo marketeiro já ouviu na vida, normalmente num contexto pejorativo: “Ah, é marketing, né?”. Pois é. É por ações como esta que o marketing leva a má fama.

Marketing é uma ciência humana, baseada em comportamento do consumidor. Marketing bem feito entende a fundo o consumidor, seus hábitos, suas necessidades (especialmente aquelas latentes, não verbalizadas) e trabalha de forma ética, entendendo a responsabilidade por trás das estratégias e o impacto que podem gerar no consumidor, material e emocionalmente, independente da sua faixa etária.

Fazemos marketing todos os dias. Eu, você, seus amigos, as grandes corporações, o jovem empreendedor, a floricultura da esquina de casa. Lembra do boca-a-boca de antigamente? Marketing! Fundado numa estratégia importantíssima de lastro social. O boca-a-boca hoje está no digital, no WhatsApp, no Instagram. As redes sociais democratizaram o marketing. Hoje não é preciso mais milhões investidos em publicidade para impactar seu público-alvo. R$3,00 investidos no Instagram já te permitem anunciar para um público segmentado.

Meu convite a você, empreendedor, é bem simples: vamos propagar o marketing com responsabilidade? Vender a qualquer custo, com promessas irreais, NÃO! Não é porque dá certo que é certo. A sua reputação como marca vale muito! Nós queremos negócios saudáveis, que perpetuem ao longo dos anos, certo? Então agir com transparência, com ética e responsabilidade em toda comunicação, em toda campanha de marketing, em todo e qualquer contato com o cliente (incluindo os que ainda não realizaram nenhuma compra) é um tijolinho a mais construindo um negócio sólido, ético e rentável.

 

Vamos juntos?

Autor Clarissa Belotto

mãe da Manu e da Nina, publicitária, idealizadora do projeto Maternar360 - Conteúdo | Vivências | Clube de Descontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *