Como lidar com a nossa Tensão Pré-Menstrual – TPM

Ao longo de um mês a mulher sente uma série de sensações e emoções. São muitas e súbitas as mudanças de humor que variam desde a carência , mal humor , tristeza , irritabilidade , insônia ou sono demais, manifestações congestivas como seios duros e doloridos, constipação intestinal, retenção de líquidos, aumento de peso, inchaço , dor lombar e de cabeça, náuseas, aumento da secreção vaginal, acne, e em alguns casos podem apresentar cistite e candidíase de repetição e recorrência de herpes.

O conjunto de alguns (ou todos) desses sintomas é chamado Síndrome Pré-Menstrual e nada mais é que uma hipersensibilidade aos hormônios sexuais, que tanto na fase que antecede a menstruação quanto na fase ovulatória encontram-se muito elevados e a queda dos mesmos pode acontecer de maneira súbita também.

Fato é que esse curto período é apenas mais uma das nossas fases naturais do ciclo e recebeu um estigma por parte da sociedade que passou a tratá-la como sinônimo de desequilíbrio e fragilidade das mulheres, chegando a ser usada de forma pejorativa para se referir à mulheres como histéricas e diminuírem a relevância de suas falas. (“ ah, ela está de TPM , está explicado”).

O equilíbrio da mulher é um equilíbrio dinâmico. No período pré-menstrual suas maiores verdades ( ou qualidades , porque não) vem à tona. A mulher que aceita e gosta de sua natureza, sabe que de muitos pequenos ciclos se faz uma vida real em todas as esferas .

Compreender que essa fase é algo inerente de nossa natureza pode ser bacana e empoderador (a palavra que está na moda , não é mesmo) , mas isso não significa que tenhamos que sofrer mensalmente por isso. ⠀

É importante ouvir o que nosso corpo tem a nos dizer, mas também é necessário cuidar. Grande parte das vezes , o “tratamento” consiste só em “ ouvir a si mesma” e desacelerar um pouquinho na correria da vida, e promover alguns ajustes na rotina e na dieta.

Relaxar , respirar, “ deixar pra lá “, conversar consigo mesma , desacelerar , ficar em silêncio, chorar.

As mudanças na alimentação, especialmente a redução do sal, os industrializados e os alimentos que inflamam ou aceleram como os derivados do leite ou a cafeina , minimizam a retenção líquida e as dores de cabeça.

Quando a mulher compreende exatamente o que esta se passando dentro dela, sabendo ser só mais uma de suas tantas fases, ela sabe o que passa e pode aprender a desfrutá-la.

Sua TPM pode ser sua melhor amiga, pode ser a sua mais autêntica fase do ciclo, pode te despir de amarras e de interpretações “ polidas” e pode simplesmente mostrar a você quem você realmente é na sua real intensidade.

Autor Patrícia Carvalho

mãe da Lorena, Ginecologista e Obstetra na Casa Humanna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *