A partir de que idade devo levar meu filho ao dentista?

Desde sempre!

Poderia terminar o artigo de hoje aqui. Nesse ponto. Simples assim. Mas vou ser cuidadosa e explicar direitinho.

A odontopediatria é uma área dentro da odontologia  responsável pelos cuidados da saúde bucal de bebês, crianças e, até mesmo,  adolescentes. O principal objetivo dessa especialidade é promover a consciência sobre a importância de criar hábitos saudáveis dna criança, para que sejam mantidos ao longo da vida. A palavra de ordem na odontopediatria é prevenção!

Existem ainda algumas divergências entre os especialistas sobre o começo das visitas ao odontopediatra: se antes ou depois de nascerem os primeiros dentinhos.

Na minha opinião, antes mesmo dos dentinhos nascerem, já podemos orientar os papais sobre higiene e prevenção de problemas bucais. Quem já participou de uma sessão de orientação sabe que se aprende muito nesses encontros: hábitos de higiene, hábitos alimentares propícios ao surgimento das cáries, uso de qual tipo de creme dental e muitas outras informações. Se você acha que sabe tudo, experimente imaginar o que pode sair em uma consulta de orientação de uma hora…. Pois é esse tempo em média que pode durar uma consulta de orientação aos pais de bebês que nos procuram.

Pense comigo: qual a melhor opção: ir ao dentista quando ainda não tem dor ou esperar ter dor para ir ao dentista? Qual a situação mais propícia ao aparecimento de traumas e medos?

Não precisa nem pensar muito. Parece claro que é melhor frequentar o consultório odontológico quando ainda não se teve dor de dente…

Por isso enfatizamos: o ideal é levar a criança desde sempre ao dentista. Mesmo quando ainda não há queixas. Assim ela poderá criar vínculo positivo com  a especialidade com mais facilidade, já que nenhum procedimento preventivo em odontopediatria causa dor. E estará melhor preparada para procedimentos futuros, caso sejam necessários.

Quando a criança não está familiarizada com o ambiente e muitas vezes já com dor, a criança tende a estar mais ansiosa e apreensiva nas consultas, o que pode levar até mesmo à recusa do atendimento.

Os papais então devem evitar que a primeira consulta ao dentista seja nesta circunstância.

Além de todos os benefícios citados, uma criança que frequenta o dentista desde pequena, que tem vínculo de confiança com a área, que teve um acompanhamento profissional para que a sua dentição se desenvolvesse de forma saudável, possivelmente será um adulto mais consciente em relação à sua higiene bucal, evitando problemas futuros e poderá transmitir esses conhecimentos às futuras gerações. É uma corrente do bem.

Então, mamães e papais, espero que tenha ficado claro a importância de levar seus bebês ao odontopediatra assim que puderem. E se seu bebê já não é mais um bebê…. Shiiiiiii….. Acho que estão atrasados! Não se esqueção que cuidar da boquinha do seu filhote é também cuidar da saúde dele!

Autor Ana Andréa Noveli

Mãe do André, odontopediatra e pacientes especiais na Rizzi Saúde Oral, com ênfase em odontologia para bebês e odontologia intrauterina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *