Quem somos e como nos comunicamos – Sobre posicionamento de marca na era do propósito

Imagem: Freepik

Quando estava no início da faculdade de Publicidade e Propaganda, escutei de um professor a definição mais simples sobre posicionamento de marca e que se provou muito consistente ao longo dos meus dez anos de experiência no mercado. “Posicionamento de marca é o espaço que você ocupa na cabeça do seu consumidor”. A definição não poderia ser mais completa!

Cada vez mais um bom posicionamento de marca se faz base sólida para diferenciação e sobrevivência num ambiente extremamente competitivo. E, mesmo sendo um conceito básico de marketing, ainda vemos muitas marcas e empresas escorregando na tentativa de encontrar o seu espaço.

Um dos maiores equívocos ao trabalhar posicionamento de marca é inverter a ordem dos fatores e acreditar que posicionamento é como você se apresenta para o seu consumidor. Porque, num processo de comunicação, entre o emissor e receptor, existem os famosos “ruídos” que podem atrapalhar muito a forma como a mensagem é recebida e, em consequência, como é traduzida e consolidada na cabeça do consumidor.

Então, por onde começar a pensar “posicionamento de marca”? Eu acredito muito que o primeiro passo para um bom posicionamento é se abrir para uma jornada interior, em busca da sua pedra fundamental. O que é que te motiva? Para que o seu negócio existe? Qual o valor você agrega na vida do consumidor? Porque você é diferente do seu concorrente? Onde está sua essência como negócio? Esse tipo de reflexão te prepara para o entendimento de quem você é como marca ou negócio e te dá a clareza necessária para construir toda sua estratégia de marketing e comunicação.

É a partir de um bom posicionamento que você entende exatamente com qual público você vai se conectar (sim! Você não vai vender para todo mundo!), como precificar seu portfólio, quais canais de comunicação vai usar, como será a experiência ao cliente que você irá proporcionar, qual parceria faz sentido para sua marca…. é o posicionamento de marca que amarra todas as arestas!

E onde entra o propósito nessa história toda? Bom, estamos vivendo um momento onde o porquê você faz é mais relevante do que o quê você faz. Este porquê é seu propósito de marca, sua causa, aquilo em que você acredita. É sua essência. E faz parte do seu posicionamento. Trazer seu porquê para o posicionamento de marca é brilhante pois te dá a capacidade de inspirar pessoas. E isso é um capital de marca imensurável!

Simon Sinek, em palestra no TED, explicou maravilhosamente bem o quanto o porquê é capaz de diferenciar marcas, organizações e pessoas, através do que ele chamou de Golden Circle, ou Círculo de Ouro. Você pode entender um pouco mais clicando aqui.

Aproveito para te convidar a pensar naquela sua marca do coração, que você realmente admira e se sente conectado. Conta aqui nos comentários porque esta marca te inspira!

Um beijão e até o próximo mês!

Autor Clarissa Belotto

mãe da Manu e da Nina, publicitária, idealizadora do projeto Maternar360 - Conteúdo | Vivências | Clube de Descontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *