Incluir as crianças na preparação da lancheira é essencial

Incluir as crianças na preparação da lancheira é essencial

Na casa do casal Mariana Fiuza e Leopoldo Manzatto, quem toma conta da preparação das lancheiras das pequenas Nina (3) e Martina (1) é o pai. Ele busca ouvir as vontades da mais velha, mas sempre priorizando alimentos mais saudáveis. “Eu e minha esposa temos um cuidado muito grande com as meninas, principalmente quanto a quantidade de açúcar e produtos industrializados”.

Ingredientes como maltodextrina, dextrose, xarope de glicose, xarope de milho, frutose, mel, néctares, sacarose, melaço, lactose e xarope de malte são amplamente utilizados em alimentos industrializados e provocam o mesmo efeito no organismo que o açúcar branco ou refinado. A presença de açúcares como o mascavo e o orgânico tem pequenas vantagens, mas o efeito nocivo não fica muito distante do açúcar branco comum.

Leopoldo ressalta que tem que pensar em opções variadas, pois faz duas lancheiras para idades distintas. “Frutas e líquidos não faltam nunca no lanche que mandamos para escola, mas também mando um biscoito de polvilho para a Martina e umas bolachinhas para a Nina”.

Então fica uma grande dúvida entre pais e mães com filhos em fase escolar: como montar uma lancheira saudável e que agrade o pequeno, sem ficar repetitivo. Somado a isso, a preocupação em não perder o valor nutricional.

A dica de ouro da nutricionista Mariana Guimarães Ravaggi para estimular os filhos a consumirem alimentos saudáveis é levá-los à feira ou ao supermercado. “Apresente diferentes frutas, de várias cores e formatos, e compre não apenas as que você gosta, mas as que despertam o interesse dele. Assim, a criança entra em contato com produtos variados e tem curiosidade de prová-los”.

O mesmo deve ser feito na hora de arrumar a lancheira. Além de variar nos pães e acompanhamentos, o que deixará o lanche do seu filho mais atraente, convide-o para ajudar na elaboração do cardápio do dia. Essa atitude vai incentivá-lo a consumir o que levou para a escola. “Os pais precisam ter consciência de que a alimentação deve ser o mais saudável possível, mas, ao mesmo tempo, têm de considerar o gosto da criança”.

Na correria do dia a dia, muitos pais procuram por produtos que sejam de fácil acesso. E se tiver que por a mão na massa, é importante que seja algo fácil e rápido de fazer. Ela alerta que ao comprar um produto no supermercado é comum que o consumidor não se atente às letrinhas pequenas dos rótulos. “É lá que se esconde o perigo. Uma simples atitude pode simplificar e ajudar, lendo os ingredientes do produto escolhido, nesta lista eles estão dispostos de forma decrescente. Portanto, o primeiro item é o de maior quantidade, seguindo até o último de menor quantidade na produção daquele alimento”.

Sugestões de alimentos

Para uma lancheira saudável, a nutricionista indica as opções de alimentos frescos e íntegros. A primeira opção são as frutas que devem ser colocadas inteiras e embrulhadas em plástico filme ou picadas em potes resistentes e bem tampados para que elas não oxidem. “No caso da maçã, pera e banana, se houver necessidade de picá-las, pode acrescentar um pouco de suco cítrico para manter o alimento sem escurecer”.

A segunda opção para uma lancheira saudável é o suco natural. O ideal é oferecer todos os dias e ser preparado pouco antes de ir para o Colégio. “É importante manter seus valores nutricionais, pois se feitos um dia antes, perdem nutrientes. Os sanduíches devem ser preparados no dia”.

Outras opções para que as crianças tenham um cardápio variável e balanceado são os bolos simples e caseiros, pães de queijos, biscoitos salgados integral, pãezinhos caseiros, biscoitos sem recheios como rosquinhas, sequilhos e biscoito de polvilho. “O cereal matinal com iogurte e leite fermentado são boas alternativas para fugir da mesmice”.

Autor Livia Haddad

Editora do Portal Mães de Jundiaí, mãe da Beatriz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *